linha top 1
Governo Federal
Universidade Federal de Roraima

A Escola Agrotécnica de Roraima foi criada em 24 de maio de 1982 pelo então governador do ex- Território Federal de Roraima, Ottamar de Sousa Pinto.

As atividades da escola iniciaram em 17 de julho do mesmo ano, com objetivo formar técnicos em agrícolas a nível de segundo grau. Na época, a Instituição tinha por objetivo atender, em especial, a comunidade rural, isto contribuía tanto para a profissionalização dos filhos de agricultores e pecuaristas, como para o fortalecimento do setor agropecuário de Roraima.

Como metodologia de ensino, a escola buscava conciliar educação e trabalho, assim, adotou dois regimes de matrículas: semi- internato (tempo integral) e internato, sendo que este, destinava-se primeiramente aos alunos que não residiam na capital, Boa Vista.

Na década de 90, Ottamar Pinto, regulamentou em 25 de maio de 93 a Lei Estadual de n°40 que doava integralmente a Escola Agrotécnica para Universidade Federal de Roraima . Incorporada a UFRR recebeu a denominação de Escola Agrotécnica de Universidade Federal de Roraima– EAgro. Desse modo , passou a atuar como uma unidade de ensino técnico profissionalizante, vinculada ao Centro de Ciências Agrárias (CCA) da UFRR, e tinha sua sede no Campus Cauamé, situado na BR 174, distrito Monte Cristo.

A Escola passou por um período sem atividades , porém em 2005, o magnífico reitor da Universidade Federal, Roberto Ramos, assinou um projeto realizado em parceria com o INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) que viabilizou a reativação da instituição, assim a Eagro ressurgiu oferecendo o curso Técnico Agrícola com Habilitação em Agricultura e Técnico Agrícola com Habilitação em Zootecnia. Após o fim do projeto, a Escola buscou parcerias e formas de viabilizar seu funcionamento regular. Desta forma, um novo projeto em parceria com o Governo do Estado de Roraima, possibilitou que em março de 2009, a EAgro ressurgisse com regularidade. Desta vez, situada no P.A Nova Amazônia,BR 174 ,Km 37.

Atualmente, a escola beneficia em especial os moradores do Projeto de Assentamento, das comunidades do Passarão, Murupú, Truarú e localidades próximas, facilitando o acesso à educação.

A Escola Agrotécnica da Universidade Federal de Roraima tem oferecido o curso Técnico em Agropecuária em três modalidades: Integrado ao Ensino Médio, Subsequente ao Ensino Médio, PROEJA e Tecnólogo em Agroecologia.

Asics footwear | Air Jordan 1 Mid "Bling" Releasing for Women - Pochta